Polícia Militar desarticula quadrilha especializada em roubos de carros em MG

  • 0

Polícia Militar desarticula quadrilha especializada em roubos de carros em MG

Quatro homens foram presos, dois carros recuperados e várias armas apreendidas.

 

 A Polícia Militar (PM) desarticulou, na noite desta quinta-feira (23), em Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, uma quadrilha especializada em roubo de carros. O grupo foi localizado depois que um dos integrantes tentou cometer mais um crime. Quatro homens foram presos, dois carros recuperados e várias armas apreendidas.

Inicialmente, os policiais da Rotam prenderam um suspeito, Rogério Júlio Ribeiro, e, por meio dele, os militares chegaram até os outros três suspeitos. Segundo a PM, na tarde desta quinta o rapaz foi até uma concessionária no Centro de Sabará e disse que queria trocar o carro. Ele deixou o veículo na rua e saiu com o dono da loja para fazer o test drive em uma caminhonete. No caminho, ele anunciou o assalto.

“Ele perguntou se eu estava com celular no bolso ou na mão. Eu falei que não, ele pegou e virou para mim e falou comigo: ‘olha, perdeu! Perdeu! Você desce, desce, e apontou um revólver pra mim, desce, desce, que a caminhonete eu vou levar ela”, contou o empresário Elisberto Ferreira

A PM foi chamada e houve perseguição. Na altura do bairro Goiânia, na Região Nordeste de Belo Horizonte, o suspeito perdeu o controle do carro e, bateu em uma placa de sinalização. Em seguida, ele abandonou a caminhonete e fugiu para dentro de uma casa.

“Ele conseguiu se esconder debaixo de uma bancada, atrás de um botijão de gás… não dava para ninguém ver. O tirocínio do cabo Alves aí é que conseguiu localizar ele, porque até a camisa dele era da cor do botijão”, contou o sargento Flávio Martins.

O rapaz já foi detido antes pelo mesmo crime. Com ele, os policiais encontraram vários documentos de carros. O celular do também foi apreendido. Nele, os policiais encontraram mensagens que indicavam que o homem pertenceria a uma quadrilha de roubo de carros. “Tem fotos dele trocando placas de carros, filmando determinados carros na MG-10”, contou o policial.

(FONTE: https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/policia-militar-desarticula-quadrilha-especializada-em-roubos-de-carros-em-mg.ghtml)


  • 0

Dois homens são presos por simular roubo de carro para ficar com seguro

O dono do veículo, João Erinal de Almeida, 45 anos, era cúmplice no plano. Ele havia financiado o automóvel e pretendia lucrar R$ 120 mil com a seguradora.

Dois suspeitos de aplicar golpes em seguradoras de veículo foram presos na noite deste domingo, no Km 453 da BR-163, na saída para São Paulo, em Campo Grande. Philipe Fontinele de Sousa, 29 anos, e Edson Brito Reis, 33 anos, venderiam o carro com placas de Brasília (DF) avaliado em R$ 100 mil, em um estabelecimento na Avenida Internacional, em Ponta Porã, distante 323 quilômetros de Campo Grande.

O dono do veículo, João Erinal de Almeida, 45 anos, era cúmplice no plano. Ele havia financiado o automóvel e pretendia lucrar R$ 120 mil com a seguradora.

Conforme delegado Hoffman D’Avila, que atendeu a ocorrência, por volta das 15h, Philipe e Edson seguiam em alta velocidade em um Honda Civic, de cor prata, quando foram abordados por policiais rodoviários federais. Durante consulta no sistema da polícia, a equipe descobriu que carro tinha registro de roubo.

Os dois, então, foram presos e levados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga. Questionados sobre o crime, cada um contou uma história. “O depoimento não batia com a dinâmica que mostravam os fatos”, diz a autoridade policial.

Até que os dois homens confessaram que aplicariam golpe na seguradora. Nos aparelhos celulares dos suspeitos, foram encontradas conversas entre os dois e o dono do veículo combinando o golpe. “Havia fotos dos dois presos com o dono do carro. Eles são amigos e comemoravam mais um golpe, segundo Hoffman.

Os criminosos haviam combinado com o dono para registar o boletim de ocorrência às 18h. Mas, por algum motivo, o registro foi realizados às 12h. “Não deu tempo do carro chegar a Ponta Porã. A gente não sabe se o pagamento seria em dinheiro ou em drogas”, diz o delegado. A Polícia Civil de Brasília já foi informado sobre o fato. Ainda não há informação se o dono do automóvel foi preso.

Carro que seria levado para Ponta Porã está avaliado em R$ 100 mil.

(FONTE: http://www.sindsegsp.org.br/site/noticia-texto.aspx?id=28541)

 


FACEBOOK

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar